Quinta, 29 de Julho de 2021 05:09
(42) 99938-8770
Geral Eleições

O que as candidatas a prefeita de Ponta Grossa pensam para o agro?

No domingo (29), a cidade princesina conhecerá qual das duas mulheres comandará a Prefeitura Municipal pelos próximos quatro anos

26/11/2020 17h54
404
Por: Redação Fonte: Campos Gerais Rural
O que as candidatas a prefeita de Ponta Grossa pensam para o agro?

Ponta Grossa vive um momento histórico. Será comandada por uma mulher pela primeira em 197 de emancipação política. A cidade é a única do Brasil que conta com um segundo turno exclusivo de candidatas mulheres. As duas que disputam o cargo são Mabel Canto (PSC) e Professora Elizabeth (PSD), que ´possuem Pietro Arnaud e Capitão Saulo como vices, respectivamente. A chapa vencedora ficará à frente do Poder Executivo pelos próximos quatro anos.

No contexto das eleições, o Campos Gerais Rural questionou as candidatas sobre as propostas para o setor agrícola do município. A intenção é colaborar com o processo democrático, dar voz a ambas e levar informações ao público, que decidirá nas urnas quem será a nova representante da cidade. As mesmas perguntas foram enviadas às candidatas e as respostas inseridas neste texto estão de acordo com o que nos foi respondido.

 Cabe destacar que ambas convergem em algumas das principais ideias, como por exemplo, a manutenção das estradas rurais, criação de um programa para ovinos, realização de feiras de produtos sazonais, estímulo a criação de cooperativas e fomento à agroindústria. No entanto, as duas também possuem planejamentos exclusivos sobre determinados assuntos. Confira abaixo quais foram as respostas das candidatas.

 

1 Quais as tuas principais propostas para o setor da agropecuária e do agronegócio em Ponta Grossa?

 

Mabel Canto:

a)      Desburocratização do procedimento de abertura de empresas de agronegócio no que compete ao Município.

b)      Patrulha Rural: manter e ampliar os equipamentos da Patrulha Rural em plena atividade, evitando ficarem parados por falta de pequenos insumos ou falta de combustível, tendo em vista da demanda necessária para manter os 1.200 km de estradas rurais, que na sua maioria não são de pavimentação asfáltica.

c)      Piscicultura: ampliar o apoio aos pequenos e médios produtores rurais na compra de alevinos para que mantenham o ciclo de criação de peixes, que contribuem na renda familiar com a venda dos peixes.

d)     Melhoria de acessos: manter e ampliar o programa de atendimento aos pequenos e médios produtores na manutenção do acesso às propriedades.

e)      Ovinos e Bovinos: Criar programas de apoio ao pequeno e médio produtor rural para a criação de Ovinos, em conjunto com cooperativas. E também, elaborar programa de apoio à criação de Bovinos de corte e de leite.

f)       Desenvolver o plano de saneamento rural, em parceria com a Sanepar, de modo a custear e auxiliar as comunidades rurais a construírem suas próprias redes de distribuição de água, por meio de perfuração de poços artesianos.

g)      Reestruturar a Efapi e manter a realização da Feira Paraná, de forma sustentável e sem acarretar custos ao Município.

h)      Desenvolver ações permanentes de capacitação de jovens para atividades profissionais no campo.

i)        Patrulha Agrícola: Ampliar a estrutura da patrulha agrícola para atender a demanda dos pequenos e médios produtores rurais que não possuem equipamentos de preparação do solo e plantio.

 

Professora Elizabeth:

 

Sabemos da força que o setor agropecuário representa em nossa economia, por isso vamos abrir o diálogo com o sindicato rural e demais setores representativos para garantir que o Município faça o que estiver ao alcance para promover e fortalecer as atividades agropecuárias e o agronegócio em nossa cidade. Por isso, vamos investir na manutenção e melhoria da infraestrutura, garantindo melhor suporte para as operações na cidade. Vamos realizar a adequação de mais de mil quilômetros de estradas rurais por ano, além da pavimentação com pedras irregulares em parceria com o governo do Estado, priorizando as estradas rurais que atendem simultaneamente ao escoamento da produção agrícola e também acesso a pólos turísticos.

 Também queremos realizar a migração do Serviço de Inspeção Municipal (SIM) para os Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA), com a padronização de procedimentos por parte da Prefeitura, garantindo a segurança dos alimentos e permitindo que a produção rural de Ponta Grossa possa ser comercializada em todo o território nacional.

Queremos ainda fomentar à inovação na produção de ovinos, usando a estrutura já instalada na região e fortalecendo uma ampla cadeia produtiva. Vamos incentivar o emprego da técnica ILPF (Integração Lavoura – Pecuária – Floresta) para proteção e preservação do solo, mantendo áreas produtivas consorciadas, com técnicas de manejo ambientalmente responsável. Outro desejo é ainda atrair e realizar grandes eventos, festas e feiras do setor.

 

2 Quais as principais propostas e projetos para o fortalecimento da agricultura familiar?

Mabel Canto:

a)      Feira de Época: coordenar e incentivar a realização das feiras de época, de forma que todos os pequenos expositores ou pequenos produtores rurais tenham as mesmas oportunidades.

b)      Pomar Comercial: projeto de estímulo aos pequenos produtores rurais com a distribuição e assistência técnica de mudas de frutas adaptáveis ao clima da nossa região.

c)      Agroindústria Caseira: volta da agroindústria caseira nas comunidades rurais, através da realização de cursos para a produção e comercialização de produtos com base na produção de alimentos com base na produção local.

d)     Cooperativas: estimular a formação de pequenas cooperativas de produtores rurais que produzam alimentos da agroindústria caseira, assim como também dos produtores de hortifrúti.

e)      Horticultura Orgânica: estímulo aos produtores de produtos orgânicos com assistência técnica e oportunidade de mais locais de comercialização destes produtos.

f)       Cinturão Verde – criar projetos nas mais variadas necessidades dos produtores rurais para o fortalecimento do cinturão verde com vistas ao apoio à fixação das pessoas da área rural e também melhorar as áreas verdes do município;

g)      Implantação de Ceasa Municipal, para comercialização da produção agrícola com prioridade para os pequenos produtores locais, permitindo tão somente a comercialização de produtos de outros Municípios quando estes não forem cultivados em Ponta Grossa.

 

Professora Elizabeth:

Para atender nosso propósito de ampliar a segurança social e alimentar para todas as famílias, com reestruturação do setor, vamos ampliar os Programa Mercado da Família, Feira Verde e Horta da Família, o que vai fomentar a agricultura familiar. Também vamos ampliar o programa Feira do Produtor, com ao menos quatro feiras simultâneas em quadrantes diferentes da cidade em dias alternados, reforçando o suporte à agroindústria caseira de alimentos e hortifrútis e ofertando alimento de qualidade para a população.

Vamos garantir apoio ao pequeno produtor para a ampliação e diversificação de sua produção e fomento da agricultura urbana e sustentável, além de fomentar a criação de novas associações e cooperativas para permitir o aumento da possibilidade de negociação desses produtores.

Haverá também ampliação do Programa de Aquisição de Alimentos da agricultura familiar, com elevação da margem de compras anual de cada produtor integrado. Além da agricultura, vamos também fomentar a agroindústria caseira, incluindo na rede pública de comercialização produtos de panificação, como pães, bolos e biscoitos.

Também haverá incremento no setor com a ampliação do programa Feira Verde para 300 pontos de troca e a aquisição de produtos da agricultura familiar para as ações de segurança alimentar pelo PAA.

Outro projeto que terá impacto na agricultura familiar será a perfuração de pelo menos mais oito poços artesianos em comunidades rurais com déficit na distribuição de água para consumo, criação e irrigação.

Para fomentar a comercialização, vamos aproveitar os picos de produção sazonais em eventos específicos, como a Feira do Morango, em setembro, ofertando fruta in natura e vários de seus derivados, mantendo as tradicionais feiras da Uva e do Peixe.

 

3 Quais metas para desenvolver o turismo rural?

 

Mabel Canto:

a)      Promover e fomentar o Município de Ponta Grossa como destino turístico, por meio de incentivo à realização e promoção de eventos culturais, esportivos, científicos, de negócios e de ecoturismo. 

b)      Estruturar o Município e capacitar os empreendedores locais para atuação em consonância com o Plano "Ponta Grossa Turística-2026".

c)      Elaboração de Plano de Sinalização Turística.

d)     Fortalecer a promover roteiros e destino municipais e regionais, em parceria com os demais Municípios dos Campos Gerais.

e)      Incentivar a inovação dos ramos da atividade turística, mediante à qualificação de profissionais e melhoria da estrutura de serviços turísticos.

f)       Promover parcerias com empresas e indústrias localizadas no Município para manutenção de estruturas de atendimento ao turista e fomento da atividade econômica 

g)      Divulgar e impulsionar as vendas de produtos e serviços da cidade.

 

Professora Elizabeth:

Um dos principais caminhos para fomento do setor será a criação do ISS Verde, através da redução da base cálculo ou de alíquotas das empresas que explorem o turismo rural em nosso município, assim como para estímulo ao programa Horta da Família, nas ações de suporte à segurança alimentar e abastecimento.

Vamos implantar Polos de Desenvolvimento Turístico do Alagados e de Itaiacoca, com implantação de estruturas de sinalização & suporte turístico e incentivo à instalação de serviços acessórios, especialmente transporte, guiamento, alimentação e hospedagem. Além disso, vamos reforçar a qualificação do segmento de Turismo de Negócios e Eventos e o incremento ao Turismo de Lazer.

 

4 O que a candidata levará em consideração para escolher o novo secretário ou secretária de agricultura do município, caso seja eleita?

 

Mabel Canto:

 A escolha do secretariado será feita de maneira técnica.

 

Professora Elizabeth:

Profissional técnico, com experiência e conhecimento na área.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias