Quarta, 21 de Outubro de 2020 02:02
(42) 99933-8602
Dólar comercial R$ 5,61 0.12%
Euro R$ 6,63 +0.48%
Peso Argentino R$ 0,07 +0.06%
Bitcoin R$ 72.985,28 +2.829%
Bovespa 100.539,83 pontos +1.91%
Agronegócios Emprego

Agro foi único setor a contratar mais que demitir em maio

A população ocupada na agropecuária foi de 7,99 milhões no trimestre encerrado em maio, a menor da série histórica iniciada em 2012

02/07/2020 11h45 Atualizada há 4 semanas
1.203
Por: Redação Fonte: Canal Rural
Agro foi único setor a contratar mais que demitir em maio

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD-C) do IBGE, a população ocupada na agropecuária foi de 7,99 milhões no trimestre encerrado em maio, a menor da série histórica iniciada em 2012. 

 

O número representa uma queda de 2,1% diante do trimestre imediatamente anterior, o que representa 173 mil postos de trabalho fechados no setor. Na comparação anual, o recuo foi ainda maior, de 6,8%, equivalente a 580 mil pessoas.

 

Esses dados mostram que, apesar de o agro ter se mostrado resiliente durante a crise em termos de produção, o mercado de trabalho no setor foi bastante impactado, ainda que em menor grau que outros setores como comércio, construção, alojamento e serviços domésticos por exemplo.

 

Vagas formais mostram alento para o agro

 

Em relação a vagas formais de trabalho, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério da Economia no último dia 29, mostram um alento para a agropecuária. Em maio, o setor foi o único a contratar mais que demitir, considerando postos formais, com 15.993 novas vagas. Como comparação, o setor de serviços teve saldo negativo de 143.479 vagas.

 

Efeito da pandemia

 

A pesquisadora Nicole Rennó, do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq-USP), destacou que o estudo tenta estimar o quanto das 580 mil vagas encerradas na comparação anual têm relação com a pandemia do novo coronavírus. A conclusão é de que a população empregada na agropecuária observada no trimestre encerrado em maio ficou 4,4% abaixo do que era esperado no período, com base na sazonalidade observada historicamente. Isto é, do total de vagas fechadas, 365 mil podem ser relacionadas de alguma forma aos efeitos da pandemia do novo coronavírus.

 

Tendência para os próximos meses

 

Rennó afirma que a pesquisa do Caged e a da PNAD cobrem universos diferentes. De maneira que, apesar do avanço das vagas formais em maio, é provável que as grandes perdas tenham ocorrido em postos de trabalho sem carteira assinada, ou de produtores que trabalham por conta própria com a ajuda da família.

 

Para os próximos meses, Rennó acredita que deve haver uma grande diferença de dinâmica para o mercado de trabalho dentro e fora da porteira. Para o setor agropecuário, dentro da porteira, a perspectiva é mais positiva, havendo a sensação de que o pior já pode ter passado entre abril e maio. A projeção agora seria de uma possível estabilidade no curto prazo, ainda que a situação seja incerta.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ponta Grossa - PR
Atualizado às 01h54 - Fonte: Climatempo
18°
Muitas nuvens

Mín. 17° Máx. 25°

18° Sensação
13.3 km/h Vento
95.6% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (22/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 23°

Sol com muitas nuvens
Sexta (23/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 24°

Sol e Chuva
Ele1 - Criar site de notícias