Quinta, 29 de Julho de 2021 06:51
(42) 99938-8770
Dólar comercial R$ 5,12 -1.31%
Euro R$ 6,06 -1.09%
Peso Argentino R$ 0,05 -1.36%
Bitcoin R$ 216.939,16 +2.609%
Bovespa 126.285,59 pontos +1.34%
Agronegócios Produção

Produção de ração animal deve crescer até 4% em 2020

A expectativa é de que até o fim de 2020 esse montante salte para mais de 80 milhões de toneladas, representando crescimento de até 4% se comparado às estimativas de 2019

30/06/2020 16h16 Atualizada há 10 meses
132
Por: Redação
Produção de ração animal deve crescer até 4% em 2020

O aumento das exportações de carnes e o consumo maior de proteína animal estão estimulando a produção nacional de ração animal. Cerca de 19 milhões de toneladas de ração animal foram produzidas no primeiro trimestre de 2020, alta de quase 4,5% em relação ao mesmo período do ano passado, aponta o Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações). A expectativa é de que até o fim de 2020 esse montante salte para mais de 80 milhões de toneladas, representando crescimento de até 4% se comparado às estimativas de 2019.

 

Segundo a entidade, o crescimento do setor está ligado ao bom momento das proteínas animais. “Hoje, o país é um dos maiores supridores de proteína animal do mundo. A China, por exemplo, com a situação interna da carne suína, possui um déficit de 40% na proteína animal, e tenta compensar essa escassez por meio da carne brasileira. Além disso, no mercado interno, o resultado foi bom durante o primeiro trimestre sob o ponto de vista de produção e da demanda do consumidor”, pontua.

 

 

 

No país, de janeiro a março, a maior produção foi de ração para aves, que somou 10,8 milhões de toneladas, 3,9% a mais que o volume registrado em igual período do ano passado. Para frango de corte, foram fabricadas 9,1 milhões de toneladas, e para poedeiras, 1,7 milhão de toneladas.

 

Já para suínos, a fabricação de ração chegou a 4,3 milhões de toneladas, aumento de 4,3% frente ao primeiro trimestre de 2019. A produção de ração bovina chegou a 2,44 milhões de toneladas, volume 5,6% superior. Para gado de leite, a produção de ração foi de 1,53 milhão de toneladas, o que representou um incremento de 5,9%. Já a fabricação de ração para bovinos de corte cresceu 5% e somou 947 mil toneladas.

 

Para equinos, o volume fabricado foi de 165 mil toneladas, alta de 2,7%. A ração voltada para cães e gatos somou 625 mil toneladas, incremento de 5%. Para a aquacultura foram produzidas 393 mil toneladas de ração, volume 6,4% maior.

 

Com informação do Canal Rural.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias