12°C 19°C
Ponta Grossa, PR
Publicidade

Estiagem pode comprometer safra de inverno no Paraná

Estiagem pode comprometer safra de inverno no Paraná

18/05/2020 às 15h34 Atualizada em 18/05/2020 às 18h34
Por:
Compartilhe:
Estiagem pode comprometer safra de inverno no Paraná

A estiagem mais prolongada no Paraná desde que o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) começou a monitorar as condições do tempo, em 1997, pode comprometer a safra de inverno no Estado. Um estudo detalhado sobre o que ocorre neste ano em relação às chuvas aumenta a preocupação dos produtores.

“O impacto que esta estiagem vem provocando nos últimos dias é na semeadura dos cereais de inverno, alguns produtores realizaram o plantio no ´pó`, com a expectativa de que iria chover na sequência, e outros estão aguardando um volume de chuva considerável para poder realizar o plantio”, disse Dirlei Antonio Manfio, técnico do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, autor do estudo.

Mesmo com a estiagem se prolongando desde junho do ano passado, produtores do Estado conseguiram garantir boa colheita dos principais grãos da primeira safra, sobretudo soja, milho e feijão. “Um dos fatores que justifica os bons resultados na produção foi que, mesmo com volumes inferiores de chuva, elas vieram no momento certo, garantindo a fertilidade da planta”, destacou Manfio. Somaram-se, ainda, outros fatores tecnológicos, dentre eles o plantio direto, que ajuda a manter a umidade no solo.

SITUAÇÃO DRAMÁTICA - As maiores dificuldades começaram a ser observadas em março e se estenderam para abril. À falta de chuva somaram-se as temperaturas acima da média. “Além da falta de umidade no solo para o bom desenvolvimento das culturas, começa a faltar água para o consumo humano e animal em várias localidades do Estado”, constatou o técnico. Na média, o menor volume por região foi de 33 milímetros e o maior, de 52 mm.

O estudo de Manfio foi desenvolvido até 15 de maio. “Na primeira quinzena o volume de chuva foi praticamente inexistente em todas as regiões, com exceção do Sudoeste, com média de 84 milímetros, mas muito abaixo da média histórica”, disse. Segundo o técnico, há regiões onde a situação é mais dramática, como o Norte, com média de apenas 7 milímetros de chuva. “O maior agravo neste episódio recente é a sequência de meses com volumes abaixo da média, que começou em junho de 2019, comprometendo mais ainda o déficit hídrico de toda cadeia produtiva”, concluiu.

Com informações da Secretaria Estadual da Agricultura e Abastecimento 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ponta Grossa, PR
16°
Tempo nublado

Mín. 12° Máx. 19°

16° Sensação
1.76km/h Vento
77% Umidade
72% (0.38mm) Chance de chuva
07h05 Nascer do sol
05h46 Pôr do sol
Sáb 13° 11°
Dom 17° 12°
Seg 17°
Ter 19°
Qua 21° 10°
Atualizado às 11h05
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,45 +0,22%
Euro
R$ 5,94 +0,54%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,52%
Bitcoin
R$ 336,525,37 +1,51%
Ibovespa
128,588,83 pts 0.23%
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias