Ponta Grossa ocupa principal posição como exportadora dos Campos Gerais

Ponta Grossa ocupa principal posição como exportadora dos Campos Gerais

O Núcleo de Economia e Políticas Públicas (Nerepp) da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) lançou um novo boletim sobre a balança comercial da região dos Campos Gerais. O documento apresenta dados relativos ao primeiro semestre de 2019 (janeiro/junho).

Durante o referido período, as exportações da região atingiram US$ 1.354,0 bilhão, enquanto que as importações US$ 291,8 milhões, resultando em um saldo positivo na balança comercial de US$ 1.062,2 bilhão.

Em relação aos dados do mesmo período do ano anterior (Janeiro/junho de 2018), o crescimento das exportações foi de 156,8%, o das importações de 17,5% e do saldo da balança comercial de 280,9%.

Posição de Ponta Grossa na Balança Comercial

Ao considerar o comercio internacional por município, Ponta Grossa aparece como principal exportadora, seguida de Ortigueira (27,29%) e Telêmaco Borba (13,73%). As três cidades juntas exportaram US$ 1.206,66 bilhão.

Os municípios também são destaque nas Exportações do Estado, com Ponta Grossa ocupando a 5ª posição. Em relação às importações, a concentração também é elevada, tendo em vista que o município importa 82,22% do total da região.

Exportações e Importações dos Campos Gerais

No caso das exportações realizadas pelos Campos Gerais, a maior concentração foi direcionada à Ásia (Exclusive Oriente Médio) (37,0%), seguida da Europa (29,3%) e América do Norte (12,2%). Entre os meses analisados, a região exportou os seus produtos para um total de 109 parceiros comerciais.

O ponto negativo fica por conta da baixa participação da América do Sul, tanto na pauta de exportação quanto de importação dos Campos Gerais, evidenciando a baixa integração comercial com os países vizinhos. Dentre eles, o principal comprador dos Campos Gerais é a Argentina, com participação de 4,59% nas exportações.

No que tange às importações, as principais origens dos produtos são oriundas da Europa (54,7%), seguida da Ásia (somente Oriente Médio) (23,8%) e da América do Norte (7,4%).  

A região importou produtos de 75 países, sendo a China o principal parceiro comercial, com participação de 16,76%, pouco à frente da Alemanha (12,18%) e da Holanda (10,84%), que ocupam o segundo e o terceiro lugar, respectivamente. Na América do Sul, assim como nas exportações, o principal parceiro comercial é a Argentina, com participação de 2,78% nas importações.

Texto: UEPG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *